Laboratório de Estruturas Celulares

De MTC
Edição feita às 12h30min de 12 de março de 2015 por Kirch (Discussão | contribs)

(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)

Protocolos Utilizados

Microscopia

A base para a certificação dos modelos teóricos em segregação celular é também desenvolvida no laboratório de estruturas celulares do IF-UFRGS (LabCel) através de experimentos de regeneração de Hydra vulgaris. A grande capacidade de regeneração celular desta hidra permite que se observe diretamente a formação e difusão de agregados celulares. A validade do modelo de agregado médio desenvolvido no doutoramento de Carine Beatrici pode ser corroborada pela medida direta da dependência da constante de difusão com o tamanho do agregado. Associado ao trabalho de iniciação científica de Aline Luzt, foi desenvolvido um sistema automatizado de aquisição de imagens por fluorescência que, ao evitar o desbotamento, permitiu estender o tempo de experimento de apenas 1h para mais de 8h. Esse sistema é composto de uma parte pneumática de obstrução do feixe de luz de mercúrio operada por relés, ativada por uma placa Arduíno. Este último é integrado a um PC que controla através de programação Python a abertura sincronizada do feixe com a captação da imagem pela câmera fotográfica. Essa interoperabilidade foi possível porque todas as partes usam software livre (PC e câmera), hardware livre (arduíno) ou foram desenvolvidods localmente (sistema pneumático).

Códigos de Programas